20 coisas que eu não gosto – Parte 1

Post divertido de hoje! Separei 20 coisas quais não gosto. E tive que dividir o post em duas partes, se não ia ficar muito grande. Espero que gostem. E… Fica a dica! HAHA

1. Não gosto de quem assume compromisso e não comparece. Eu fico realmente incomodada com falta de compromisso. Aparenta desleixo, descuido, desatenção, desamor ao que está sendo proposto ou por quem está sendo proposto.

2. Não gosto que desvalorizem o trabalho de alguém. Principalmente o meu trabalho, com comentários do tipo: “Ah, você nem trabalha! Fica sempre de boa em casa.” Ou “Você só trabalha quando quer. Isso não é trabalho!”. Eu fico realmente chateada e frustrada com esse tipo de comentário. Trabalho não é apenas aquilo que te tira a vida e te dá dinheiro. Trabalho é aquilo que te faz bem, te faz crescer, te faz feliz. E fico muito chateada com pessoas que desvalorizam trabalhadores com profissões mais “comuns”, por exemplo:  Secretárias do Lar, Pedagogos (as), Garis, Atendentes de lanchonetes ou fast-foods, Enfermeiros (as), Garçom de Buffet, Jovem Aprendiz, entre outras profissões. Entendo que o importante nesta vida é ser justo e honesto, independente do que você faça. Se sua profissão, não tem prejudicado o seu próximo, então, você é trabalhador e merece ser reconhecido por isso.

3. Não gosto de pessoas grudentas, cheias de “nhe-nhe-nhe” ou “mi-mi-mi”. Entendo que há um limite para tudo, inclusive para aproximar-se de alguém. Não vejo problema algum em ter um apelido carinhoso com seu paquera, ou com sua melhor amiga (o). Também não vejo problemas em ser cordial e em deixar bem explícito a sua admiração por alguém através de recados, declarações, mensagens e coisas do tipo. Mas há um limite. Duas pessoas não ocupam o mesmo espaço, nós sabemos disso. Não vejo a necessidade de filha naquela melação o dia inteiro. Começando com namorado. Entendo que o limite é sim uma forma de respeito. Já parou pra pensar que se você mandar trocentas mensagens via sms por dia para o seu companheiro, você irá atrapalhá-lo em seu rendimento diário? Sim, minha querida! Cada vez que você manda um sms para ele, ele ai parar o que está fazendo para te ler e te responder (por que ai dele se não responder na hora que você manda, né fia?). Serve para os meninos, também. Outra coisa: Mulher gosta de homem que sabe tratá-la de forma especial, sim! Mas não vem com o “blá-blá-blá”, colocando  a mulher como uma deusa, por que de exageros, mulher entende! Sem contar, que atitudes são bem mais interessantes que palavras. E para de drama e melação na internet! Tudo bota no Facebook. Menos, né? Auto controle! E serve para amizades também. Mas vou falar sobre isso outro dia.

4. Não gosto de pessoas desumildes. Eu amo pessoas providas de humildade. Seja rico ou pobre, a humildade é uma qualidade cativante.  E eu tenho tendência a atrair pessoas assim perto de mim, pois o tempo todo, estou lidando com pessoas de todos os tipos. Gosto de me comunicar, gosto de interagir e entreter. Em minha fase adolescente, sofri muito com essa coisa de arrogância, prepotência. Mas a gente quebra a cara, cresce e aprende que ninguém nasceu pra ser pisado, a não ser o chão. Tenho sim uma personalidade forte, gosto de opinar, eu gosto de debates construtivos, gosto de desafios através de perguntas, gosto de conhecer meus limites como pessoa, gosto de olhar nos olhos… E quem me vê pela primeira vez, com certeza vai me achar um nojo. Mas isso, faz até parte da surpresa que a pessoa tem ao meu conhecer de verdade.  E apesar da personalidade forte, sou muito discreta e seu me adaptar a qualquer ambiente. Sou sim um pouco seletiva para comer, vestir, beber, ler, ouvir, sair… Mas confesso: Se eu estiver em um barracão de pastel e estiver bem acompanhada, ali se torna meu lugar predileto!

5. Não gosto de pessoas que só sabem falar sobre putarias e sacanagens. Como disse ali em cima, há um limite para todas as coias. E outra coisa: Há tempo certo pra tudo! Eu sou o tipo de pessoa que tem pavor de gente que fala sacanagem o tempo todo, seja homem ou mulher. Tem gente que vive disso! Parece que a sacanagem e a putaria não basta dentro de casa, e falar sobre isso vira combustível na rua. Eu DETESTO homens que só pensam em sexo. E mulheres que fazem o tipo “gosto de sexo de pronto” – pra mim, eles são os caras mais fracos que existem. E elas, a espécie mais vulgar de mulher fácil. Não acho coerente e educado da parte de uma mulher, ficar contando e gritando ao mundo sobre seus momentos particulares, ou sobre suas fantasias sexuais. Há momento para todas as coias. Precisamos respeitar quem está ao nosso lado. E principalmente: Respeitarmos a nós mesmos.

6. Não gosto de Pessoas que se fazem de vítimas em todo o tempo. Uma hora você será a vilã, minha querida! Ou o vilão, claro! Não adianta dramatizar sobre tudo na vida. Por que a vida nem sempre será aquela cena em câmera lenta, onde a faca estará entrando lentamente em suas costas. Haverá momentos em que você estará colocando a faca nas costas de alguém, mesmo sem perceber. Então, sem dramas! O Seu drama, seu charminho, sua “vitimeza” não te fará menos culpada ou mais inocente. Assuma seus erros. E pare de drama!

7. Não gosto de Mulheres e homens ciumentos. Uma coisa é ter um instinto protetor meio aguçado por seu pai, sua mãe, seus irmãos e seu namorado, ou até mesmo amigos. Mas, outra coisa bem diferente, é ter um ciúmes do tamanho do planeta como se tudo e todos fossem seus. Eu tenho pavor de ciúmes doentio. Daqueles em que a mulher faz uma cena terrível só por que o cara adicionou uma colega de faculdade no Facebook. Detesto aquele tipo de homem ou mulher que pra tudo “tem outro” ou “tem outra”. Você não se garante? Onde fica a auto-confiança? E mesmo que você não tenha tanta confiança em si, onde fica o auto-controle? Se falta os dois, você vai quebrar muito a cara, mas uma hora você aprende que quando mais livre deixarmos quem amamos, mais nosso essa pessoa será.

8. Não gosto de Gente que não sabe admitir as qualidades dos outros. Eu entendo que estamos aqui por graça. E precisamos SIM uns dos outros. Eu gosto de enxergar sempre as qualidades. Gosto sim de evidenciar as qualidades. Não acho que elogiar alguém, vai torná-lo pior. Pelo contrário, entendo que o seu elogio não mudará em nada a vida de alguém que já tem tendência a ser esnobe ou arrogante. Sua parte, você fez.  Não há problemas em reconhecer o talento de um profissional, não há problemas em tecer um elogio sobre alguém, não há problemas em admirar. Há tempo de criticar e tempo de elogiar.

9.Não gosto de Gente que força o humor. E gente com falta completa de humor. Costumo ser natural. Eu só brinco quando sinto que tenho liberdade para isso. Às vezes, eu cometo algumas gafes, mas… Quem nunca? Mas tem gente que realmente força a barra e fica muito sem graça. Não gosto de gente escandalosa, que dá risada muito alta, que faz piadas com quem não conhece, que fez um espetáculo em cada segundo. Fico “um pé atrás” com gente desse tipo. Também não gosto de gente sem humor. Ok. Eu realmente não sou a pessoa mais bem humorada do mundo (longe de ser!), ou sou. Não sei. Seja como for, precisa ser natural.

10. Não gosto quando não respondem meus e-mails. Olha, tenho um sério problema de carência por e-mails. hahahaha Falando sério! Uma coisa dessas me deixa deprimida. Eu não ligo se não me responderem no Facebook, se não me responderem por SMS, se não retornarem minhas ligações, e não ligo se me deixarem falando sozinha ao vivo e a cores. Mas eu fico muito #XATIADA quando não respondem meus e-mails. E tenho um motivo justo (eu espero que seja mesmo)! O motivo é o seguinte: Eu, dificilmente, envio e-mails a alguém. Na verdade, os e-mails que costumo enviar no dia-a-dia, são profissionais. Mas, quando eu me sento em frente ao notebook, e começo a escrever um e-mail específico e personalizado à alguém, essa pessoa é realmente importante para mim. Por isso, espero no mínimo uma resposta de: “em breve te retorno”. O silêncio depois de um e-mail, me deixa aflita. Ok. Meus e-mails são sempre uma carta virtual. Mas, poxa… rs

Vou pensar nas outras dez, e eu trago aqui.

Obs: Há um milhão e meio de coisas que eu não gosto. Porém, como não vou viver um milhão e meio de anos, não vai dar pra contar todas elas, né? rs

2 thoughts on “20 coisas que eu não gosto – Parte 1

  1. Oi Thaís! Estava com insônia ontem e comecei a ler esse artigo (a parte I das 20 coisas…), achei genial! Concordo em grau e gênero com você. No meu caso, sou muito mal interpretado pelas pessoas e ultimamente até estou tentando mascarar um pouco da minha personalidade para evitar mais conflitos.

    Fiquei feliz por saber que ainda existem pessoas com muito bom senso na vida, pelo menos, foi a impressão que você passou…

    Uma dica de filme francês, prepare uma boa companhia e para dar muita risada – A GRANDE SEDUÇÃO, já assistiu? Na verdade, é um filme canadense muito bom!!

    Bonne chance, Ricardo

    • Ufa!

      Como é bom saber que não sou apenas eu. Me sinto mais confortável. HAHA Afinal, não passamos de reflexos uns dos outros.

      Adorei teu comentário.

      Espero (de verdade) que o Ponto da Lira te seja um amigo em dias de insônia. Só proponho alimentar o [meu] tédio.

      Vou assistir o filme, e com certeza, faço uma resenha aqui no blog.

      Ando preguiçosa para escrever. Mas, vou deixar a preguiça de lado.

      Beijo e queijo!

      Lira.

Olá! Seu comentário passará por aprovação. Se seguir nossos procedimentos, ele estará disponível em algumas horas.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s